Temer aprovou projeto de lei e porte ilegal de fuzil passa a ser crime hediondo

0 388

O porte e a posse ilegal de armas de fogo de uso restrito às Forças Armadas, tais como fuzis, metralhadoras e submetralhadoras, agora passa a ser crime hediondo. É que o presidente Temer sancionou hoje quinta (26) o projeto de lei que torna essa prática em crime inafiançável. Em uma cerimônia fechada no Palácio do Planalto para a assinatura do contrato de financiamento entre a Caixa Econômica e a cidade do Rio de Janeiro no valor de R$ 652 milhões, Temer anunciou a sanção. O autor do projeto, ex-senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), hoje prefeito capital fluminense, foi um dos convidados do evento.

“Na manhã de hoje sancionei esse projeto que impede o uso de armas de porte exclusivo do Exército, da Marinha, da Aeronáutica, porque é isso que aflige o povo do Rio de Janeiro”, disse o presidente. A medida ocorre em meio à ação das Forças Armadas no Rio para o combate ao crime organizado. Os índices de violência no Estado alcançaram números elevados neste ano, com a morte de aproximadamente cem policiais, um a cada dois dias, além de vários homicídios e roubos em geral.

Comentários
Carregando Comentários...