Justiça multa PT por propaganda de Marinho com Lula no rádio

© Reprodução
0 410

A Justiça eleitoral em São Paulo proibiu nesta terça-feira (4) que o candidato ao governo do estado pelo PT, Luiz Marinho, veicule no rádio uma propaganda que conta com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acima do tempo permitido.

Marinho também terá de pagar multa de 40 mil reais por ter descumprido uma liminar concedida em 1º de setembro que proibia o uso da peça –ela foi divulgada quatro vezes após o partido ser notificado da primeira decisão judicial.

A representação contra o candidato do PT foi feita pela coligação Acelera SP, do ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB). A equipe do tucano alegou que, na propaganda de Marinho, veiculada no dia 31 de agosto em oito emissoras de rádio, ao longo de todo o dia, Lula aparece em mais de 25% do tempo. Ela voltou a ser usada nos dias 1º e 2 de setembro.

Segundo a legislação eleitoral, apoiadores de grande apelo social e político de candidatos não podem aparecer em mais de um quarto do tempo das campanhas para evitar desequilíbrio no debate eleitoral. O PT foi notificado no dia 1º, mas voltou a usar a peça no dia seguinte.

Na propaganda, Lula diz conhecer Marinho desde 1978 e fala do currículo do candidato como sindicalista, presidente da CUT e ministro do Trabalho e da Previdência. Também relembra realizações do petista quando esteve no governo federal.

A defesa de Marinho afirmou à Justiça que “não houve qualquer violação à lei” e que a campanha do petista não iria mais veicular a propaganda impugnada “senão com ajustes”. Por: Veja

Comentários
Carregando Comentários...