Confederação Israelita processará Ciro Gomes por declaração sobre judeus

Folhapress

Ciro Gomes (Foto: Mauro Pimentel/AFP)
0 105

A Confederação Israelita do Brasil afirmou neste domingo (21) que vai processar o ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) por causa de declarações sobre a relação da comunidade judaica com o presidente Jair Bolsonaro.

Para a entidade, Ciro fez afirmação antissemita e generalizada ao comentar o assunto em entrevista ao site HuffPost Brasil.

Na entrevista, publicada no sábado, o pedetista afirmou que Bolsonaro diz a grupos de interesse “o que eles querem ouvir”. “Para os amigos dele aí, esses corruptos da comunidade judaica, que acham que, porque são da comunidade judaica, têm direito de ser corrupto. Corrupto, para mim, não interessa se é curdo ou cearense.

Corrupto é corrupto, ladrão é ladrão. Ele disse para eles que ia transferir a embaixada do Brasil [para Jerusalém] a custo de grana para campanha. Depois chegou lá dizendo que não vai mais.”

A confederação, em resposta, afirmou que não vê o ex-presidenciável do PDT ligando outras minorias ou grupos à corrupção no Brasil e mencionou que ele já havia relacionado o financiamento de campanha de Bolsonaro ao “sionismo radical”.

“Se pretende ser visto como um político despido de ódios e preconceitos, cabe ao ex-governador se retratar das infelizes declarações contra os judeus brasileiros.”

A reportagem procurou a assessoria de Ciro Gomes, que até a publicação desta reportagem não comentou a decisão da confederação.

Comentários
Carregando Comentários...