Após decisão sobre Mais Médicos, Bolsonaro ironiza acesso à internet em Cuba

© Sérgio Lima O governo de Cuba anunciou na 4ª feira (14.nov) a retirada de médicos cubanos do programa
0 32

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) ironizou, neste sábado (17.nov.2018), o acesso à internet em Cuba. “Graças a Deus temos internet para ter informação e desenvolvimento”, disse em seu Twitter. A declaração foi feita após as críticas recebidas pela saída dos médicos cubanos do programa Mais Médicos.

O governo de Cuba anunciou na 4ª feira (14.nov) a retirada de médicos cubanos da iniciativa. Segundo o país, a decisão foi tomada por causa das declarações “ameaçadoras e depreciativas” feitas pelo militar. O Mais Médicos tem reservado R$ 3,6 bilhões no orçamento de 2019.

De acordo com a CNM (Confederação Nacional de Municípios), cerca de 28 milhões de pessoas poderão ser afetadas pela saída dos profissionais. A Defensoria Pública da União moveu uma ação para que o programa não seja extinto.

O acesso à internet no país caribenho é restrito. Todas os serviços de comunicações são controlados pela Etecsa (Empresa de Telecomunicação de Cuba S.A).

Não existe acesso à rede sem fio de graça em lugares públicos. Ainda que o local forneça conexão Wi Fi, os cidadãos precisam comprar cartões vendidos pela Etecsa para acessar a tecnologia por 1 tempo pré-determinado. Poder360

Comentários
Carregando Comentários...